terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Já definiste a estratégia para 2015?


Numa altura em que o rodopio é grande para fechar o ano, fazer os números e preparar relatórios, não é fácil roubar tempo para parar, avaliar e planear.

É verdade, no meio de tudo parece que não é urgente, mas é muito, muito importante... por isso, começa! Afinal de contas, 2015 é já no mês que vem...


Reflexão estratégica - já fizeste?

Entra em 2015 com motivação e com os elementos da equipa comprometidos com as linhas de orientação estratégica da empresa. Já agendaste um dia para fazer uma reflexão estratégica com os responsáveis de departamento da empresa ou com a equipa de gestão?

Faz uma acção de brainstorming com a tua equipa. 






1. Análise SWOT

Costumas reflectir sobre os pontos fortes e fracos do teu negócio, as oportunidades e desafios que se colocam à tua empresa? Então vamos lá... e não compliques:

Strenghts (Forças) - lista as coisas que a tua empresa faz bem e as áreas de actuação em que é bem sucedida;
Weaknesses (Fraquezas) - resume as situações ou processos na origem de baixa produtividade, descontentamento dos colaboradores, insatisfação dos clientes;
Opportunities  (Oportunidades) - identifica as áreas de potencial expansão do teu negócio: novos mercados, produtos e serviços a desenvolver;
Threats (Ameaças) - escreve os factores que podem vir a impactar de forma negativa no sucesso ou no crescimento do negócio.



 2. Linhas de Orientação

Como e porque estás no negócio, e com que proposta de valor? Conheces as tendências de evolução do mercado/indústria em que operas? E a tua concorrência? Como te pretendes posicionar no futuro?
Ao definir ou ajustar as estratégias de orientação do negócio cruza:
- as oportunidades de mercado;
- os desafios de competitividade impostos pela concorrência;
- a análise SWOT da tua empresa (ou mesmo dos departamentos, ou por produto/serviço).

Procura estabelecer prioridades, desdobrando as linhas de orientação futuras pelo menos em médio/longo prazo e curto prazo.


Plano para 2015 - já tens?

Agora que sabes "para onde ir", vamos trabalhar no "como lá chegar".
 





3. Objectivos

Quais são os objectivos que permitem fazer acontecer a tua visão estratégica de curto prazo? O que é que tem que ser implementado durante 2015 que te permita atingir o volume de negócios, a rentabilidade e a taxa de crescimento que ambicionas?

Com base nas guidelines de curto prazo, estabelece os objectivos para o próximo ano. Assegura-te de que os objectivos que definires por departamento ou por área são específicos e mensuráveis. Sê optimista mas realista...


4. Plano de Acção

Será que toda a equipa conhece a visão e os objectivos da empresa? É garantido que os colaboradores entendem qual a sua quota parte de responsabilidade para o sucesso do negócio? E estão motivados e comprometidos com o percurso a percorrer? 

Identifica as actividades que vão ter que ser desenvolvidas para fazer acontecer os objectivos que traçaste. As iniciativas deverão ter associadas uma data/duração, o responsável, os recursos necessários (internos ou externos), os parceiros e o nível de investimento associado, se for o caso.

Não te esqueças de considerar os recursos e sistemas que permitam assegurar que o planeamento e as mudanças desejadas acontecem efectivamente - formação, coaching, team-building, tecnologias de informação, etc.


Fazer acontecer


Comunica internamente os objectivos e garante que, colaborador a colaborador, todos conhecem qual o envolvimento esperado no plano de acção definido.

E não, não arrumes o documento na gaveta... Ao longo do ano, nas reuniões de ponto de situação internas, revisita o plano de acção e faz o respectivo seguimento. Chama os responsáveis para comentar o progresso das suas áreas de responsabilidade. E claro, partilha e celebra o sucesso com toda a equipa!



Autor: José de Almeida
www.ideiasedesafios.com
contacto@ideiasedesafios.com